Assassinato de jovem gay brasileiro causa comoção na Espanha

Samuel Luiz Muñiz tinha 24 anos e chegou do Brasil ao país europeu com 1 ano. Ele foi espancado até a morte por grupo ao sair de boate. Amiga e familiares falam em crime de homofobia.



O assassinato de um jovem homossexual brasileiro, que foi espancado até a morte por cerca de dez pessoas no fim de semana na Espanha, causou forte comoção no país europeu, onde grandes manifestações foram realizadas nesta segunda-feira (5) para denunciar o crime de homofobia.

Samuel Luiz Muñiz, um auxiliar de enfermagem de 24 anos, foi encontrado inconsciente perto de uma boate em La Coruña, no noroeste do país, após ser espancado. Os serviços de resgate não conseguiram reanimá-lo e e ele morreu na manhã de sábado (3). Samuel nasceu no Brasil e chegou à Espanha com um ano de idade. Os autores do crime não haviam sido identificados até a última atualização desta reportagem (leia mais detalhes abaixo).


Manifestações pelo país

"Justiça para Samuel. Homofobia e fascismo são o mesmo", dizia a gigantesca faixa carregada pelos manifestantes, que iniciaram uma marcha nesta segunda à noite na famosa Puerta del Sol, em Madrid.