Inglaterra e França aplicam novas medidas de restrição contra covid


No Reino Unido, bares e restaurantes já tem novo horário de funcionamento e França estuda quais restrições tomar para conter avanço do vírus

Inglaterra adota medidas para conter covid Toby Melville/Reuters - 23.3.2020

O governo britânico cogita fechar bares e restaurantes no norte da Inglaterra a partir da próxima segunda-feira (12), medida já aplicada em partes da Escócia, para conter o coronavírus, informou a BBC nesta quinta-feira (8).

A rede pública diz que o Executivo também poderia introduzir um sistema de alerta local em três níveis que indicaria o grau de risco em diferentes áreas geográficas, o que levaria à imposição de restrições diferentes. As áreas do norte da Inglaterra com maior pico de infecções incluem as cidades de Manchester, Liverpool e Newcastle, entre outras, onde já é ilegal se misturar com membros de outra família em locais fechados e os pubs fecham às 22h (horário local). A ministra-chefe do governo escocês, Nicola Sturgeon, anunciou ontem que a partir de sexta-feira, em cinco zonas do centro da Escócia, incluindo as cidades de Glasgow e Edimburgo, estabelecimentos hoteleiros, menos cafés que não vendem álcool, ficarão fechados durante duas semanas. As restrições serão aplicadas até 25 de outubro em bares, pubs e restaurantes nas áreas de Greater Glasgow & Clyde, Lanarkshire, Ayrshire & Arran, Lothian e Forth Valley, onde apenas comida para viagem pode ser servida. No resto da Escócia, durante este período os estabelecimentos hoteleiros terão de encerrar o serviço no interior às 18h00 e não poderão oferecer álcool, embora possam fazê-lo nos terraços, até às 22h. Em todo o Reino Unido, as infecções aumentaram na quarta-feira (7) em 14.162, para um total de 544.275 positivos, com 70 novas mortes registradas, até 42.515. No entanto, de acordo com outras estatísticas oficiais, o número real de mortes atribuíveis ao vírus ultrapassaria 57.800.


França estuda restrições


As autoridades francesas preparam-se para apresentar hoje um reforço das restrições à contenção de infecções por coronavírus perante as más estatísticas dos últimos dias, com um número de novos casos que aumentou notavelmente na quarta-feira (7).

Os contágios dispararam para 18.746, ante 10.489 na terça-feira, segundo a Agência de Saúde Pública, que também registrou 80 mortes por covid-19 em 24 horas, resultando em 32.445 mortes desde o início da epidemia. O presidente francês, Emmanuel Macron, adiantou ontem à noite que "mais restrições" terão de ser aplicadas nas zonas onde o "vírus" circula muito rapidamente". Macron disse que isso tem que ser feito principalmente onde há muitas infecções entre os idosos e onde há cada vez mais leitos na sala de emergência ocupados por pacientes com coronavírus.

10 visualizações0 comentário

©2021 Todo direitos reservados por Castellano TV