Luxemburgo se torna o primeiro país europeu a liberar plantio e consumo doméstico de maconha

Mudança na legislação faz parte de uma estratégia do governo para manter os usuários longe do mercado ilegal


LUXEMBURGO - Luxemburgo tornou-se nesta sexta-feira o primeiro país europeu a permitir o plantio e o consumo doméstico da maconha. O anúncio foi feito pelo governo e faz parte de uma mudança de estratégia na abordagem ao uso de drogas.


Pessoas com mais de 18 anos passam a ter permissão para para cultivar até quatro plantas de cannabis em suas casas ou jardins, conforme a nova legislação do país. O uso recretativo também está liberado.

De acordo com o The Guardian, o comércio de sementes também será permitido sem qualquer limite na quantidade ou níveis de Tetrahidrocanabinol (THC), o principal psicoativo presente na maconha. As sementes poderão ser adquiridas no comércio local, mas também importadas ou compradas em no comércio online.