'Papa tem coração', diz gay brasileiro que batizou filhos e ganhou benção do Vaticano

Após órgão do vaticano condenar uniões LGBT, Toni Reis conta como foi expulso da igreja, voltou, batizou filhos, casou-se e recebeu carta benção do Vaticano




Emitida em 10 de julho de 2017, uma carta do Vaticano dizia ao pedagogo e ativista pelos direitos LGBT Toni Reis que "o papa Francisco lhe deseja felicidades, invocando para a sua família a abundância das graças divinas, a fim de viverem constante e fielmente a condição de cristãos, como bons filhos de Deus e da Igreja, ao enviar-lhes uma propiciadora Benção Apostólica, pedindo que não se esqueçam de rezar por ele".