Pesquisadores da Unifesp apresentam tratamento que pode ser a cura do


A Universidade Federal de São Paulo (Unufesp) realizou o primeiro estudo, em escala global, para testar um supertratamento em indivíduos cronicamente infectados pelo vírus